Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

Fernanda Lima faz hoje 30 anos!

Clique para ver a foto ampliada

publicado por . às 20:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 24 de Junho de 2007

Betty Lago faz hoje 52 anos!

    

publicado por . às 12:26
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Rodrigo Hilbert admitiu namoro com Fernanda Lima!

Vencedor do quadro "Dança dos Famosos", do programa "Domingão do Faustão", o actor Rodrigo Wilbert foi o convidado especial do programa de Ana Maria Braga, "Mais Você", nesta sexta-feira, 22. Durante o papo animado, Rodrigo contou sobre a emoção da vitória. "Com certeza foi a experiência mais emocionante da minha vida. O engraçado é que no começo não balançava o quadril, mas depois de tanto falarem comecei a treinar isso. Ia rebolando para casa, passava rebolando no Projac (risos). Acabou dando certo", contou o actor. Rodrigo também falou sobre a rotina de treinamento para o quadro. "Quando a final se aproximou, treinava oito horas por dia. Detalhe que estava na última semana da novela 'Pé na Jaca'. Então, acordava sete da manhã, ia treinar, gravava, voltava para treinar. Mas valeu a pena. Quero continuar dançando", afirmou. Ana Maria Braga fez questão de perguntar sobre o namoro de Rodrigo com Fernanda Lima. "Com todo esse trabalho, tinha tempo para namorar? Vocês estão namorando, não é?", questionou a apresentadora. "Estamos namorando, sim. Ela é uma pessoa maravilhosa, com um coração muito bom. A rotina era complicada, ela estava gravando, eu também. Era aquela coisa: chegava em casa e desmaiava.  Só dava um beijinho de boa noite (risos)", respondeu. Ser modelo foi uma surpresa e entrar na carreira de actor também. "Quando cheguei ao Rio, comecei a fazer um curso de interpretação para perder a timidez e acabei seguindo a carreira. Vou continuar batalhando por isso", contou a actor, que interpretou o personagem Barrão em "Pé na Jaca".

 

Foto: Juliana RezendeFoto: Marcos Porto

 

fonte: ego

 

publicado por . às 16:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

Marcos Pasquim e Lucielle Di Camargo fazem viagem romântica!

Marcos Pasquim e Lucielle Di Camargo estão planejando uma viagem romântica. A primeira parada será Fernando de Noronha. Depois, os pombinhos seguem rumo ao exterior. Mas o país a ser visitado ainda não foi escolhido. Há cerca de dois meses, os actores foram vistos pela primeira vez juntos na festa de Paola Olveira. Na época, Luciele assumiu o romance. "Assumimos sim, estamos namorando e não vamos mais nos aprofundar no assunto", disse. As informações são da coluna de Regina Rito, do jornal "O Dia"

Foto

 

fonte: ego

publicado por . às 18:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 17 de Junho de 2007

Flávia Alessandra sai insatisfeita de "Pé na Jaca", diz jornal!

Flávia Alessandra terminou a novela Pé na Jaca, exibida pela TV Globo, insatisfeita, segundo a coluna Zapping do jornal Agora. Ela teria dito nos bastidores que sua personagem virou figurante. Inicialmente, a perua Vanessa, papel de Flávia, teve certo destaque na novela de Carlos Lombardi, mas depois perdeu o brilho. Já escalada para a novela Sete Pecados, de Walcyr Carrasco, a actriz foi convocada às pressas pela Globo para substituir Luana Piovani em Pé na Jaca, que desistiu por causa de clausulas no contrato.

 

fonte: Terra

publicado por . às 16:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Arlete Salles faz hoje 65 anos!

                

publicado por . às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 16 de Junho de 2007

Fotos da festa do ultimo capitulo de Pé na Jaca!

              

publicado por . às 20:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Rodrigo Lombardi vai ser pai!

Rodrigo Lombardi encerrou sua participação em Pé na Jaca mais feliz que qualquer outra pessoa do elenco. Afinal, durante a exibição do último capítulo da novela da Globo, o actor também comemorava a gravidez da mulher Beth.

fonte: estrelando

publicado por . às 20:30
link do post | comentar | favorito

Bruno Garcia cheio de projectos após o fim de Pé na Jaca!

O actor Bruno Garcia já tem dois projectos encaminhados para depois do fim da novela “Pé na Jaca”, na qual faz o personagem Juan, que termina nesta sexta-feira, 15. Um deles será a comédia “Saneamento Básico”, nova produção de Jorge Furtado, que tem estréia prevista para o dia 20 de julho. O longa conta a história da comunidade de Linha Cristal, uma pequena vila de descendentes de colonos italianos na serra gaúcha, que se reúne para tomar providências sobre a construção de uma fossa para o tratamento de esgoto. Na trama, Bruno será Fabrício, o dono da única pousada do local e que sonha em ser prefeito. O elenco conta ainda com nomes como Wagner Moura, Fernanda Torres e Camila Pitanga. O outro filme, ainda sem previsão de estréia, é “Cleópatra”, do diretor Júlio Bressane. No longa, Bruno interpreta Marco Antônio e contracena com Miguel Falabella, que fará Júlio César, e Alessandra Negrini, no papel da rainha egípcia.

 

Foto: Márcio de Souza

 

fonte: ego

publicado por . às 13:23
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Danielle Suzuki fala sobre o fim de Pé na Jaca!

"Pé na Jaca" termina nesta sexta-feira, no Brasil, mas para Daniele Suzuki nada de tristeza. A actriz contou que o elenco da trama é só animação. "Toda semana nos encontramos na casa de alguém. Hoje, se não rolar alguma comemoração especial, vamos assistir ao último capítulo na casa de alguém. Vamos comemorar, sim!", disse Suzuki. A actriz aproveitou para falar sobre seu personagem na novela, a doce Rosa. "Não foi dos melhores e não alcançou o que eu queria. É que eu estava tão animada sempre, com tanta vontade de fazer melhor... Mas sei que novela é assim mesmo, a trama toma rumos imprevisíveis", afirmou. E quem pensa que a actriz vai tirar férias após vários meses de dedicação à trama se engana. Bem que Dani Suzuki queria fazer uma viagem romântica ao lado do namorado, o actor Ricardo Tozzi, mas os dois estão com as agendas lotadas de compromissos. "Viajo neste sábado, pois vou gravar para o 'Tribos' (programa que Daniele apresenta no canal a cabo 'Multishow') no Chile, Peru e em alguns lugares de São Paulo. Volto no dia 2 para gravar o curta "CD Player", de João Júnior, e depois participo do Prêmio Multishow. Ufa!(risos)", contou a actriz. Em julho, o casal - que já trabalhou junto em três novelas - actua em um curta- metragem. "É muito bom trabalhar com ele. Antes de namorarmos, éramos melhores amigos. Então, temos muitas afinidades", declarou Daniele.

 

Foto

fonte: ego

publicado por . às 22:05
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

Marcos Pasquim faz hoje 38 anos!

publicado por . às 13:11
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Junho de 2007

Entrevista: Juliana Paes!

Na recta final de Pé na Jaca, qual a importância desse trabalho para a sua carreira?
Esse trabalho foi muito enriquecedor para mim. Pela primeira vez pude fazer uma mulher de verdade, que é batalhadora, guerreira, honesta, fiel e leal aos seus amigos. Ela é uma mãezona que gosta de tomar conta das pessoas que ama. O melhor de fazer Pé na Jaca foi que tive a chance de interpretar a mocinha. As pessoas costumam dizer que o bom é fazer o vilão, mas não sei se penso bem assim. Porque quando você faz a mocinha, vê as pessoas se comovendo pelo seu drama, inclusive o restante do elenco. Às vezes, a trama passa a girar em torno do seu drama. É bom sentir as pessoas envolvidas com a sua história porque você sente que está fazendo bem o seu papel. Foi sensacional.

Houve atraso na entrega dos capítulos. Que problemas isso acarretou?
A novela foi superbarra-pesada e estou bem cansada. Mas essa coisa de às vezes trabalhar 12 horas por dia não me estressa. Foi um exercício gostoso. Vi que, mesmo recebendo o texto em cima da hora, eu era capaz de decorar e levar aquilo em frente.

Ao contrário de novelas anteriores, em que seus personagens tinham um lado cômico, em Pé na Jaca o seu papel foi mais dramático. Mostrar-se de uma maneira mais séria no vídeo foi bom ou ruim?
A novela só me rendeu elogios. Tanto por parte dos colegas quanto pela imprensa. Quando você emenda um trabalho no outro, as comparações parecem inevitáveis. Mas sinto que todo mundo ficou muito satisfeito com a Guinevere que compus. Acho que consegui ser verdadeira na maneira de interpretá-la e só tive boas surpresas comigo mesma. Pegava uma cena e conseguia me emocionar rapidamente. A gente só tem essas emoções à flor da pele quando o personagem está muito bem construído. Eu me surpreendi porque vi que é fácil fazer a mocinha sofredora sem passar uma imagem de chata.

No início você tinha receio de não conseguir transmitir toda essa emoção que a história da personagem exigia?
Emoção eu tenho para dar e vender, mas nunca tinha tido a chance de colocar isso em uma personagem. Tive cenas dramáticas em outras novelas mas não era o teor principal das histórias. A verdade é que sempre esperei uma oportunidade como essa e fiquei feliz com o resultado.

Antes de interpretar a Guinevere, seus personagens também tinham a forte marca da sensualidade. Você acredita que o facto de ser uma mulher bonita limitou sua carreira até aqui?
Ser bonita nunca é algo que atravanca as coisas, mas as pessoas sempre esperam um pouco mais da mulher ou do homem bonitão. É óbvio que a beleza traz visibilidade e abre portas. Mais difícil do que começar, no entanto, é continuar. Por isso conta muito o seu comportamento, sua disciplina, o seu comprometimento com o trabalho. Desde que comecei, consegui fazer personagens diversos porque acho que perceberam que eu era capaz de encarnar diferentes tipos. Isso tem a ver com o meu jeito de ser. Sou brincalhona, não tenho timidez para nada. Os outros reparam que essa característica pode ser usada de diferentes formas. Nenhum actor quer fazer o mesmo tipo de personagem, mas às vezes calha disso acontecer. Busco sempre diversificar para ser desafiada de alguma forma. No trabalho temos de provar para nós mesmos que podemos fazer diferente.

Mesmo sendo uma actriz jovem, você demonstra serenidade para lidar com uma carreira tão competitiva como a de actor. De onde vem toda essa segurança?
A minha criação e a minha religião me ajudam muito. Tenho um pai e uma mãe que são muito simples e sempre me fazem manter os pés no chão. Minha família me traz para a realidade. Eles me ensinaram a não temer as coisas. Sempre falo de igual para igual com todo mundo. Sou como sou com presidente dos Estados Unidos ou com o papa. Sou espírita e para mim, realmente, todas as pessoas têm o mesmo valor. Nunca precisei me policiar para não me deslumbrar com o mundo artístico porque meus pais sempre foram muito batalhadores e eu também comecei a trabalhar muito cedo. Aos 12 anos, eu já fazia comerciais e me acostumei com as câmaras. Também nunca fui tiete de ninguém. Gosto de tocar nas pessoas enquanto falo e esse mundo da televisão nunca foi um mito para mim.

Você tem essa mesma tranqüilidade e jogo de cintura para lidar com o assédio do público e da imprensa?
A verdade é que tudo o que a gente vive aqui é um circo. A gente vem, grava e chega na casa das pessoas. Nesse show, cada um tem o seu papel. O actor, o jornalista e o público. Quanto mais serenamente cada um desempenhar o seu papel, melhor. Quando estou em um lugar e vejo que as pessoas querem se aproximar para conversar ou fazer foto, não posso me comportar mal. Sou uma pessoa pública e não há como fugir disso. Se eu quiser que seja diferente, tenho de me mudar para outro país. Quando não quero posar ou falar, evito algumas situações. Não vou a uma pré-estréia de filme, por exemplo, porque sei que a imprensa vai estar lá. Manter essa relação saudável é melhor para mim.

Da maneira como você fala, parece que tudo é óptimo na sua vida profissional. Qual é o lado ruim de toda essa história?
Não consigo ver nada chato na minha profissão a não ser a cobrança em relação à minha vida pessoal. E olha que eu sou superaberta, mas sempre querem fuçar tudo. Essa condição de sempre ter de falar um pouquinho da vida pessoal para não parecer chata é difícil. Não sou obrigada a falar, eu sei, mas às vezes solto alguma coisa para não parecer "mala". Quando mentem sobre mim dá um desgosto profundo e até vontade de chorar. As pessoas perdem a noção e não sabem o quanto eu batalhei para estar onde estou. E também esquecem de que você tem família. A minha é superconservadora e, quando soltam alguns comentários, fica uma situação chata. Procuro sempre ser tão legal que sinceramente acho injusto quando fazem fofoca a meu respeito.

 

 

fonte: Terra

publicado por . às 14:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Junho de 2007

Juliana Paes vai lançar coleção de roupa nos Estados Unidos!

Juliana Paes está planejando o lançamento de sua própria coleção de roupas nos Estados Unidos. De acordo com a assessoria da actriz de Pé na Jaca, a grife deve ser lançada em terras estrangeiras a partir de agosto deste ano. Os fãs brasileiros, no entanto, não devem vestir um modelito Ju Paes tão cedo. Isto porque a moça tem planos, sim, de lançar a marca no país, mas nada se acertou ainda.

 

 

0012ach9

 

fonte: fuxico

publicado por . às 19:12
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Junho de 2007

Carla Marins faz hoje 39 anos!

     

publicado por . às 11:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Flavia Alessandra faz hoje 33 anos!

     

publicado por . às 11:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Junho de 2007

Entrevista: Murilo Benicio!

Você usa armas em Inesquecível(filme). Aprendeu a atirar?
Eu já fui alguns matadores no cinema, então eu sei mexer muito em arma.

Mas tem arma?
Já tive. Ganhei uma Magnum 357 do Beto Brant, quando fiz o filme dele Os Matadores (1997). Era linda. Mas joguei no mar do Rio.

Chegou a atirar com ela?
Cheguei.

É mesmo? Em quem?
(Risos) Não, atirei no mato. Existe mesmo um fascínio grande por arma. Rola um lance de poder. Mas ter uma arma é irresponsável. E, com certeza, uma arma nunca trará felicidade a quem a possui.

Você tem uma "trilogia bandida" na telona - Os Matadores, Orfeu (1999) e O Homem do Ano (2003) - bem interessante...
Deveria fazer mais, né?

Mas confesso também que estou adorando o seu lado cômico, como o Arthur de Pé na Jaca...
O Arthur foi uma felicidade na minha vida. Tenho um feedback desse personagem, na rua, do telespectador, que nunca tive em toda a minha carreira. É até assustador. O Brasil inteiro imita o Arthur. Até deixei de buscar meu filho (Antônio, 10) na escola, por conta do assedio, do pessoal imitando. A criançada adora. E eu fiz esse personagem para o Antônio, pensando nele. Hoje, só faço as coisas para orgulhar os meus filhos e não para a crítica. Não estou mais nem aí para a crítica.

O Arthur já existia? Quer dizer, você já brincava com o Antônio interpretando um personagem parecido?
Não. Sempre fui fã do Evandro Mesquita, do Luiz Fernando Guimarães e do Pedro Cardoso. Quando recebi a missão de fazer o Arthur, quis homenageá-los, emprestando ao personagem características dos três. O Luiz, não consegui. Já o Evandro, no começo da novela, o Arthur era igual a ele. Várias pessoas vinham me falar que fechavam o olho e viam o Evandro falando. E o Pedro Cardoso, sempre que está actuando e seu personagem está nervoso, faz um gesto meio virando a mão, que eu nunca entendi o porquê disso. Aí, incorporei essa característica ao Arthur, levando a mão à boca (ele encena a situação e realmente lembra o Agostinho nervoso). Às vezes, a mão dele até sai do corpo, é hilário. (risos) Viu? É assim que se constrói um personagem. Copiando os outros! (risos)

Como foi rodar a cena do acidente de carro em Inesquecível? Deve ter sido relativamente fácil, já que o carro é quase igual ao seu (ele tem, entre outros carros, um Land Rover).
Sempre é uma cena preocupante, porque era eu mesmo dirigindo. Claro que na hora do cavalo-de-pau era um dublê no volante. Mas quando estou descendo a estrada das Paineiras (Alto da Boa Vista, na cidade do Rio), sou eu mesmo, correndo. Na estrada de Teresópolis também era eu dirigindo. Eu amo o carro tipo SUV (utilitário desportivo). E o Land Rover é o melhor carro que já tive. É um avião. Na estrada então... Mas não quero ficar fazendo propaganda para eles, não.

Você gosta bastante de dirigir...
Amo! Odeio ter um motorista me levando pra lá e pra cá, me dá enjôo.

Fora das telas, faz o tipo arrojado ou sossegado para dirigir?
Olha, eu não corro, sou rápido. Mas não saio fechando ninguém. Não atrapalho os outros. Dirijo superbem. Posso até ir costurando, por medo - de ficar parado no trânsito, medo de assalto -, mas de uma forma segura.

Gosta de Fórmula Um? Nunca quis correr? Já dirigiu em autódromo?
Não, não e não. Não gosto de Fórmula Um, não assisto. O que eu amo é ter carro. Infelizmente, é uma paixão.

Por quê?
Porque aqui no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro (onde mora) é perigoso (por causa de assalto). E eu não vou blindar um jipe, não vou acabar com o meu carro. Tenho um Picasso preto que uso só para bater, no Rio. Quando vou pra zona sul, uso ele.

Esteve em Buenos Aires por conta de Inesquecível. Se tivesse de dar dicas de turismo na cidade, que lugares indicaria?
A dica mais óbvia do mundo é ir a Puerto Madero, um exemplo para o Rio. O que foi feito naquela área portuária de Buenos Aires, a restauração que foi feita ali, transformando o lugar num espaço superagradável e um dos lugares mais charmosos da cidade, cheio de restaurantes, poderia ser feito na região portuária do Rio. Se fizessem isso no Rio, tenho certeza que a cidade já ia começar a mudar. Mas deve ser difícil, né? Porque eles (administradores públicos) não devem ser tão burros assim. É uma acção tão óbvia...

Com quase todas as actrizes com quem contracenou acabou tendo um romance. Porque acha que isso acontece? É a velha máxima de que trabalha muito e só consegue se relacionar com colegas?
Me perguntaram porque emendo uma novela na outra. E de América até Pé na Jaca eu fiquei mais de um ano sem fazer novela. Então, essa coisa que falam não tem nada a ver. Por isso que parece, também, que namorei todas as actrizes com quem trabalhei.

Das mulheres com quem contracenou, qual era a mais bonita, a mais Caxias, a mais talentosa e a mais divertida?
A mais bonita, óbvio que eu não vou dizer. E são tantas, farei injustiça se nomear uma de cada categoria. Posso dizer que, sem dúvida, a mais divertida foi a Penélope Cruz (em Sabor da Paixão, longa de 2000, fazem um casal em crise). É uma palhaça. Agora, a Flávia Alessandra e a Juliana Paes, com quem contraceno em Pé na Jaca, são também hilárias.


 


fonte: contigo

publicado por . às 10:45
link do post | comentar | favorito
Sábado, 2 de Junho de 2007

Após novela, Deborah Secco viaja para Portugal!

Assim que acabar de gravar a Elizabeth de O Pé na Jaca, Deborah Secco já tem um compromisso agendado. A moça viajará para Portugal, onde participará de uma sessão de fotos para a grife européia de fashion wear, Throttleman, muito apreciada naquele continente. Deborah, que já foi garota propaganda da coleção de verão da marca, agora será a responsável em mostrar as novidades preparadas pela marca, para o inverno. Depois disso, a actriz deverá descansar um pouco. Porém o destino de suas férias, segundo a assessoria da actriz, ainda não foi decidido.

 

fonte: fuxico

publicado por . às 13:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Último Post: E o final fo...

. Resultado da Votação!

. Fotos de Deborah Secco!

. Final de Pé na Jaca!

. Entrevista: Murilo Benici...

. Rodrigo Lombardi já escol...

. Murilo Benício abre casa ...

. Deborah Secco em "Paraiso...

. Fernanda Lima vai substit...

. Deborah Secco vai partici...

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds